BEM VINDO

Gostaria de deixar claro que o evangelho de Jesus Cristo é para mim motivo de honra,“porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê...”(Rm 1:16). Tenho, porém, a cada dia, mais vergonha do evangelicalismo pregado nos púlpitos de algumas igrejas e vivido por muitos de seus membros.

O espírito mundano tem assolado e impregnado as mentes e corações do povo de Deus, como um mal que se alastra em todos os setores da vida religiosa: doutrina, liturgia, fé e padrões de conduta. A tal ponto que muitos crentes sinceros, mas negligentes quanto ao conhecimento das Escrituras, têm se deixado enredar “pela astúcia de homens que induzem ao erro” (ef 4:14).


ARQUIVOS DO BLOG

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Feminismo Contemporâneo e Feminilidade Bíblica

0 comentários

















Apresentação AQUI

TEMA: Feminismo contemporâneo e Feminilidade Bíblica

TEXTO: Gn 1:27  E criou Deus o homem a Sua Imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou.

ORAÇÃO

APRESENTAÇÃO PESSOAL

Meu nome é Glória. Sou casada com Paulo Brasil e sirvo a Deus na IBR Renascer.

INTRODUÇÃO

Falar sobre Feminismo é um grande desafio para mim, pois eu tenho vivido minha verdadeira vida, há 22 anos tentando desprogramar mente e coração da contaminação que trouxe comigo do mundo, , reaprendendo aos pés de Jesus.

Nossa proposta neste estudo é entendermos:
(1)    O propósito de Deus na criação da feminilidade bíblica
(2)    A rebeldia que ocasionou a queda da humanidade e daí a construção do feminismo
(3)    As propostas ou os enganos defendidos pelo movimento
(4)    O caráter de Deus frente ao feminismo e a feminidade

Nosso propósito é:
PERCEBERMOS que por trás desse movimento, existe um orquestrador, cujo interesse é tão somente o de afasta-nos da obediência e honra devidas a Deus.
Vamos OLHAR o mundo que nos cerca e verificar que o que tem sido chamado de Conquistas das Mulheres – Feminismo Contemporâneo, nada mais é do que infelicidade, desajuste e caos.
E MEDITAR sobre o papel da Mulher Cristã, exercitando sua Feminilidade Bíblica.

1.      CRIAÇÃO DA FEMINILIDADE

Em Gênesis 2:8;15-25, conhecemos que Deus criou o homem, à Sua imagem e semelhança.

1.1.     A solidão de Adão. 

O Senhor percebeu a solidão de adão, pois, em toda a criação nada agradou ao Senhor para estar ao lado do homem e construir um mundo que glorificasse a Deus. E O Senhor viu que não era bom que o homem estivesse só.
Gn 2:18  E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja {ou lhe assista} como diante dele.

E do próprio Adão fez Eva. Como uma Auxiliadora idônea.  Eva foi trazida a Adão como uma prova do amor de Deus. E Adão compreendeu. E amou a Eva. (Gn 2:21-24)

1.2.     A mulher como auxiliadora IDÔNEA

Será que nós realmente entendemos e aceitamos o propósito de Deus ao criar a mulher? O propósito de Deus para nós? Entendemos o que as escrituras querem dizer com auxiliadora idônea[1]?
A mulher foi tirada do homem, tendo a mesma natureza, o mesmo valor. Porém, foi criada com funções e propósitos específicos e diferentes, complementaria o homem, sendo essa sua realização. Ela foi criada para estar diante dele, de maneira conveniente, adequada e capaz.

1.3.     A hierarquia na criação

Deus estabeleceu uma hierarquia na criação – uma ordem funcional – o homem como o cabeça.
Na economia da salvação as Pessoas da Trindade têm hierarquia, tarefas, responsabilidades e propósitos diferentes. Nós compreendemos isso totalmente? Não. Mas é uma verdade bíblica.  
Jesus Cristo é Deus. Em Jo 10:30 Ele diz: “Eu e o Pai somos um”. Mas, ao ser questionado sobre datas e tempos acerca de Jerusalém, Ele respondeu que Deus Pai tinha maior autoridade:
              At 1:7 Respondeu-lhes: A vós não vos compete saber os tempos ou as épocas, que o Pai reservou à sua própria autoridade.
Quando falou da sua assunção ao céu, Ele disse que Deus Pai era maior que Ele próprio:
              Jo 14:28 ...  Se me amásseis, certamente exultaríeis por ter dito: Vou para o Pai; porque o Pai é maior do que eu.

O Pai e o Filho enviaram o Espírito (Jo 14:16).
O apóstolo Paulo, falando acerca das funções do homem e da mulher em 1Co 11:3, deixou claro a intenção divina sobre hierarquia. Bem como a igualdade de ambos em valor diante de Deus.
              Quero, porém, que saibais que Cristo é a cabeça de todo homem, o homem a cabeça da mulher, e Deus a cabeça de Cristo.

Naquele momento estava estabelecida a Feminilidade Bíblica. E viu Deus que era muito bom (Gn 1:31).

Satanás, porém, rejeita a hierarquia.

2.       CONSTRUÇÃO DO FEMINISMO

2.1.         A Origem

No Éden, Deus estabeleceu uma regra a ser obedecida (v. 17).
17 mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás.

Satanás conhece e Palavra de Deus, e a deturpa conforme lhe interessa.
Então, a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.

Não sabemos exatamente como se deram os passos ali no Éden, mas fico pensando que talvez Eva tenha olhado para o fruto..., gasto tempo pensando se o sabor seria melhor que as outras frutas..., aplicado o coração a imaginar se teria poderes especiais...

É um mistério, mas a mulher buscou uma solução para sua realização à parte de Deus.  Então, a mulher ao ser enganada caiu em transgressão e seu marido também. E todos nós pecamos junto com eles.

Grande foi a tristeza causada a Deus, pois Ele não tem prazer na morte do pecador (Ez 18:32).
A rebeldia e desobediência no Éden trouxeram a queda da raça e como castigo Deus proferiu as sentenças que mudariam para sempre o destino da humanidade (Gn 3:14-19).

E especificamente o destino da mulher, em Gn 3:16:
“E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor e a tua conceição; com dor terás filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará.

Onde antes havia amor e harmonia passou a reinar a morte e o conflito. O homem não mais via a mulher como um objeto do amor de Deus para ele, mas alguém para subjugar. A mulher, busca desde então, fugir do juízo de Deus, da sentença proferida. Criada para ser auxiliadora torna-se opositora ao homem, buscando tomar para si a posição de liderança.


sexta-feira, 13 de maio de 2016

0 comentários
Versículo Visualizado



















0 comentários
Versículo Visualizado